Personal Branding: o jogo que poucas pessoas estão dispostas a jogar

Personal Branding: o jogo que poucas pessoas estão dispostas a jogar

Muitas pessoas desejam ter um Marca Pessoal poderosa, forte e autêntica.

Muitas pessoas desejam ser uma referência ou uma autoridade.

Muitas pessoas desejam mais reconhecimento, credibilidade e novas oportunidades.

 

Mas poucas pessoas estão dispostas a jogar este que é um jogo de longo prazo e não o jogo do imediatismo.

 

Quantas pessoas conhece que alcançaram o sucesso (seja lá isso o que for agora) num curto espaço de tempo? Mas que conheça realmente a sua história e como lá chegou, não de ter ouvido falar, quantas?

 

Algumas pessoas têm sorte na vida. É verdade. Pode acontecer. Em poucos casos, mas pode.

 

Mas não é aqui que nos vamos focar. Vamo-nos focar não na sorte, mas no que podemos controlar.

Porque há muitas coisas que podemos controlar, mas poucas pessoas que o fazem ou sabem fazer bem feito. É precisamente aí que incide o processo de Personal Branding, controlando o máximo de sinais possíveis sobre nós para o exterior.

 

Vivemos num mundo cheio de ruído, onde o que não faltam são pessoas a vender / oferecer / proporcionar soluções para tudo e mais alguma coisa.

Todos querem uma coisa: atenção.

Pense um pouco, você quer atenção? Eu quero atenção? Na verdade sim, precisamos disso para sermos reconhecidos e escolhidos. Precisamos que nos vejam, que nos sintam, que nos conheçam.

 

A única forma que eu conheço de cortar todo esse ruído e construir uma Marca Pessoal poderosa, forte e única é com trabalho.

Lamento ter de lhe dizer. Na verdade, até não lamento. Mas talvez não fosse o que gostaria de ler agora. Não conheço outra forma. Não acredito noutra forma. Não lhe vou "vender" outra forma, apesar de ter consciência que venderia mais se assim o fizesse. Mas não seria eu e não seria honesta consigo.

 

No outro dia, lia num comentário numa publicação de uma outra pessoa, que a pessoa queria chegar a especialista rapidamente. Como se chega a especialista rapidamente? Eu não sei. Pode parecer uma especialista rapidamente. Mas sê-lo? Não confundamos as coisas. Não precisa trabalhar uma vida inteira para ser especialista em algo, não é isso que defendo. Mas especialista rapidamente? Tipo, para ontem? Para hoje? Vá pronto, para daqui a dois anos?

 

O mercado está cheio disto. O meu, o seu, o de todas as pessoas. Ou aceitamos, ignoramos e seguimos o nosso caminho ou ficamos paralisados e dececionados com isso. Prefiro a primeira opção.

Não vendo resultados a curto prazo. E sei que com esta conversa, já estou a afastar muitos potenciais clientes. Não me importo, é melhor assim.

Já tive clientes que tiveram resultados em 3 meses. Alguns em 6 meses, outros num ano. Cada pessoa tem o seu tempo.

Os resultados do Personal Branding são proporcionais às ações tomadas.

Isto está mais do que testado e comprovado.

 

O meu foco não é o curto prazo. O meu foco é o médio / longo prazo. Quero e os meus clientes querem resultados contínuos ao longo do tempo. Queremos resultados durantes anos.

 

O Personal Branding ou a Gestão da Marca Pessoal é um jogo de longo prazo.

 

E sim, requer "sangue, suor e lágrimas". Mas calma, esta é uma expressão para ilustrar o esforço que é necessário, não precisa seguir 100% à risca.

 

Não quero desmotivá-lo com este discurso, muito pelo contrário.

 

 

  • Este é um jogo de longo prazo que poucas pessoas estão dispostas a jogar.
  • Este é um jogo de longo prazo que poucas pessoas sabem jogar bem.
  • Este é um jogo de longo prazo que poucas vencem verdadeiramente.

 

Um bom trabalho de Personal Branding reduz radicalmente o número de tentativas-erro, mostra-lhe as direções mais eficazes e mantem-no no caminho certo.

 

Se você quer jogar este jogo, então você vai precisar destes 10 C´s:

 

 

  1. Clareza: sobre quem é, o que deseja verdadeiramente e em todos os sinais que transmitir para os outros.
  2. Carácter: seja fiel a si mesmo, não siga a corrente ou faça por "parecer", seja você e seja sempre.
  3. Coragem: para assumir quem é, a sua verdade e o que precisa fazer para alcançar os seus objetivos.
  4. Carisma: mostre o seu lado original, único e visionário, precisamos dele.
  5. Causa: faça-o por si, pelo seu sucesso, mas lembre-se que para ter sucesso você precisa das outras pessoas, sirva-as de alguma forma com o seu valor.
  6. Competência: já não é tudo, atualmente, mas é essencial. A verdade e a sabedoria vêm sempre ao de cima.
  7. Consistência: tome decisões e mantenha-se fiel no seu caminho, discurso e comportamento, seja online ou offline.
  8. Constância: tenha uma atuação contínua, regular e não apenas quando precisa.
  9. Confiança: nunca desista, irão existir sempre baixos, eles são necessários para nos elevar.
  10. Compromisso: entregue sempre o que promete, não se desiluda e não desiluda.

 

Todos começam pelo início. Todos começam pequeno. Mas começam e não param.

Se você quer colher os frutos da sua Marca Pessoal, comece, não pare e jogue bem este jogo que é o Personal Branding.

Vamos começar?